Negocios

Filho de líder da oposição moçambicana detido após licenciar contentor

Bancamiga
Suben ligeramente pedidos de ayuda por desempleo en EEUU

A Lusa tentou obter mais esclarecimentos junto do município e do partido, mas sem resultados

As autoridades de Nampula, norte de Moçambique, detiveram um vereador e filho do líder da oposição no país por suspeita de irregularidades no licenciamento de um contentor para funcionamento de uma loja, anunciaram em comunicado.

Em causa está a autorização para um espaço comercial de 13 metros quadrados numa rua de Nampula, onde acabaram por ser montados dois, com o Ministério Público a alegar que Osvaldo Ossufo Momade violou a lei para dar preferência a um requerente da licença.

O Ministério Público justifica a prisão com indícios de “atos administrativos sem competência, induzir em erro o presidente do município e fazer obstrução à justiça”, pode ler-se num comunicado do Gabinete de Combate à Corrupção de Nampula.

Fechar Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.

Subscrever O comunicado indica que a denúncia partiu de um outro interessado na licença.

Em causa estão os crimes de abuso de cargo ou função, fraude e falsidade de depoimento ou declaração, acrescenta.

O detido é vereador do pelouro de Promoção Económica, Gestão de Mercados e Feiras no município de Nampula, foi detido na quinta-feira e é filho de Ossufo Momade, presidente da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), principal partido da oposição no país.

A Lusa tentou obter mais esclarecimentos junto do município e do partido, mas sem resultados.

Nampula é um dos poucos municípios do país (de um total de 53) governados pela oposição: a Renamo lidera em oito e o Movimento Democrático de Moçambique (MDM, terceiro partido no parlamento) detém um, sendo a maioria afeta à Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), partido no poder no país.